quinta-feira, 2 de setembro de 2010

'' Eu não faço questão de ser tudo... ''

Você me ama. Eu sei, é fato. Também sei que esse eu jeito grosseiro nasceu com você, e sempre será assim. Sei que sempre me protege, que toda santa vez que dá uma bronca quer o meu bem, sei que torce por mim e nunca me nega nada.
Sei que sempre fomos muito parecidos, sempre adorei passar tempo com você, ir ao supermercado era uma alegria, pois você sempre me deixa comprar tudo que quero.
Sei que as melhores piadas são suas. Sei que sempre me faz rir. Sei que sempre me leva, me busca.
Mas também sei que não sou como você. E sei que você sabe. E sei que gostaria que eu fosse. Sei que você faz tudo que faz porque me ama, porque quer meu sucesso. Mas sei que o fato de eu não ser como você fala mais alto.
Sei que às vezes gosta das minhas atitudes, às vezes erro feio. Mas nunca te orgulho. Nunca sou motivo de deixá-lo em pleno estado de satisfação.
Não te falta amor por mim, te falta fé. Esperança. Te falta parar de sempre esperar o pior de mim, as piores notas, as piores intenções, os piores lugares para sair, os piores namorados.
Te falta acreditar que eu consigo. Que eu sou capaz.
É difícil até pra mim acreditar nisso. Mas você deveria.
Deveria porque precisamos de alguém que acredite em nós quando não acreditamos, alguém que nos empurre para frente quando cismamos em ficar parados, alguém que diga que somos capazes, alguém que acredite. Alguém que tenha fé.
Então te peço, por favor, se não houver nada de bom que possa ser falado, nenhuma palavra de apoio, de amor, de carinho... Não fale nada.
Pois o seu silêncio machuca bem menos que as suas palavras.



"Pai, eu não faço questão de ser tudo, só não quero e não vou ficar mudo pra falar de amor pra você. ''

Nenhum comentário:

Postar um comentário