quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Era uma vez

Era uma vez uma garota que acreditava no amor. Uma garota que acreditava que seria feliz pra sempre. Acreditava que encontraria, algum dia, alguém que a amasse e a colocasse em primeiro lugar.

Era uma vez uma garota que fazia tudo isso. Uma garota que se entregava, que sempre dava tudo de si para os outros, e ao contrário do ensinado, sempre esperava alguma coisa de volta.

Era uma vez uma garota que sonhava. Uma garota que construia planos para o resto da vida. Uma garota que os via acabar no momento seguinte.

Era uma vez uma garota insegura. Uma garota praticamente sem auto estima. Aquela sempre conhecida como chorona, intensa ou dramática.

Era uma vez uma garota que depositava todas as esperanças em amores e amigos. Que idealizava. Queria ser primeiro plano. Uma garota carente.

Era uma vez uma garota que cansou. Uma garota que sofreu demais, que chorou demais, que quis demais. Uma garota que, agora, já não acredita mais.

2 comentários: