segunda-feira, 16 de agosto de 2010

'E há o carma...
Ela vai lhe dar tudo o que de mais bonito tem em si. Tudo aquilo que ela guardou durante os anos que esperou um grande amor. Ela vai lhe fazer cafuné no final da tarde, enquanto vocês ficam em silêncio assistindo a qualquer merda na televisão. Quando você estiver cansado, ela vai ficar quieta mesmo tendo trezentas mil coisas que queria lhe contar. Quando ela estiver de tpm, ela vai te irritar mais do que você conseguia imaginar que alguém pudesse fazer. Ela vai ser cruel de vez em quando, porque ela acha que tem o direito de fazer quem ela mais ama sofrer quando ela não está bem. Ela vai planejar um futuro com você e contar para todas as suas amigas o quanto você a ama. E aí um dia você vai cansar de todo o teatrinho, vai cansar da tpm dela, vai cansar de desfilar com uma aliança no dedo, vai cansar de ver todos os seus amigos solteiros e você com uma coleira. Um dia você vai cansar de fingir que a ama. E você vai machucá-la como ela jamais imaginou que alguém pudesse fazer.
Você vai curtir muito sua solteirice. Vai pegar todas as garotas na balada. Vai beber horrores. Vai chegar a hora que quiser em casa. Não vai ter que atender telefonemas chatos. Não vai ter que dizer "eu também" quando ela disser que te ama. Aí um dia você vai ficar olhando para o seu celular esperando que ela resolva te ligar. Vai sentir falta do cafuné no meio da tarde. Vai sentir falta de como ela te entendia. Um dia você vai sentir falta do som da risada que ela dava quando você fazia cócegas nela. E vai sentir falta das trezentas mil coisas que ela queria lhe contar. Você vai sentir falta de como ela dizia para todas as amigas que você a amava. E aí você vai descobrir o que ela já sabia há muito tempo: você a ama. Ela já sabia. Que aí, por trás do jeito marmanjão, por trás do jeito "não me importo", ela sabia. Mas você não quis ver. E ela cansou de tentar mostrar.
Você vai ligar pra ela. Ela não vai atender. Você vai achar que ela está te evitando porque ainda te ama e não quer mais sofrer. Você vai até a casa dela. Ela está na porta. Tem outro cara lá. Ela está se despedindo dele. Ela está beijando ele. Vai doer em você. E aí você vai descobrir o que ela também já sabia há muito tempo: tudo o que vai, volta em dobro. E se você fizer alguém sofrer, um dia você vai sofrer mais ainda. '

Karine Rosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário