domingo, 15 de agosto de 2010

Aquele amor, aquele sofrimento

Talvez eu esteja sendo criança, talves esteja sendo injusta, talvez esteja errada.
Mas o que se pode esperar? Viver 14 anos de um modo, e ver tudo mudar de repente...Sem poder fazer nada.
Ninguém se mudou, ninguém morreu, ninguém brigou.
Apenas mudou.
Consequências da vida. Das escolhas. Dos sonhos. E ao mesmo tempo que fico triste, fico feliz. Pois você conquistou seus desejos, está vivendo o seu sonho. Como você sempre quis.
Pena que não exista espaço pra mim nessa fase da sua vida.
Os sentimentos continuam o mesmo, eu sei. O meu amor por você e o seu amor por mim, isso eu sei que não muda, que ninguém tira.
Mas mudou a forma de viver. De conviver. Se é que isso existe, agora.
Posso apenas esperar que mesmo tudo mudando, nada mude.
E que essa vontade de chorar, essa tristeza, essa ponta de raiva, vão embora com a mesma facilidade que chegaram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário